quinta-feira, 6 de maio de 2010

Presidente municipal do PT afirma que a morte de Eliseu Santos poderia ter sido evitada

Notícia publicada pelo Correio do Povo, dia 4 de maio 2010 - Editoria de Política


Adeli Sell disse que autoridades não levaram a sério dados de CPI levantados em 2009

O presidente municipal do PT Adeli Sell afirmou, em entrevista ao Programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba, que se as autoridades competentes tivessem levado em conta as denúncias sobre a empresa Reação, em 2009, a morte do secretário da Saúde, Eliseu Santos, poderia ter sido evitada.

Conforme o vereador, o PT fez um levantamento sobre as irregularidades envolvendo a empresa e distribuiu aos órgãos competentes, mas essas advertências não foram levadas a sério. O parlamentar disse que as empresas terceirizadas não possuem vício intrínseco mas podem carrear muitos males para o governo, incluindo problemas trabalhistas ou questões envolvendo falsas cooperativas.

Adeli também criticou a atuação da Ocergs, que não estaria cumprindo seu papel de fiscalização. O vereador defendeu uma reforma política isenta de interesses, feita de modo independente do interesse dos partidos políticos.


Um comentário:

Roberto disse...

Caro Adeli

Como vais? Te vi aqui perto de casa (Riachuelo, 413), acho que vais ter um comitê aqui na vizinha, não?

Escrevo porque tenho um problema e queria saber se tu ou o teu pessoal têm alguma sugestão de solução ouse conhecem a legislação pertinente. Duas casas depois do meu edifício, há uma antena de telefonia celular (as companhias alugam o topo do edifício) que faz um ruído permanente (uma vibração), além de um ruído intermitente (uma ventilação que liga e desliga segundo a temperatura), e incomoda bastante. Eu e outros vizinhos já falamos com o pessoal do edifício em questão, o que foi inútil, já que eles recebem por isso, já fizemos denúncias na prefeitura (inócuas, ficaram de ligar e ver o problema e nada), a empresa responsável pelo equipamento já fez uma medição, mas como o ruído não passa do limite legal, eles foram embora e deixaram assim. Quando se ouve o ruído por um momento, realmente parece baixo, mas ouvir isso o dia todo ou no meio da noite é outra coisa, é como dormir al lado de uma geladeira.

Sabes se há outros casos, algum precedente, alguma norma específica para isso, ou alguma outra coisa a que possamos recorrer.


Um grande abraço


Roberto Cataldo (rcataldocosta@gmail.com)