sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

LOTADOS E ATRASADOS

LOTADOS E ATRASADOS
De uma leitora, jornalista, cidadã atenta, como a mídia teima em desconhecer o problema, eu publico:
"Sobre a superlotação de ônibus na zona sul é realmente afrontosa. Os chamados horários de verão são uma forma de reduzir o serviço e permanecerem lotados.
No domingo, no Lami, havia mais de 100 pessoas esperando ônibus na praia, e é claro que metade não embarcou, porque o itinerário é longo para quem está com crianças. Ouvi falarem que havia um fiscal na praia, mas ele não estava no fim da linha, vendo aquela confusão.
E da superlotação das linhas que abastecem a Restinga, nem se fala. Só estiveram lá na campanha eleitoral . Qualquer técnico que estivesse no terminal veria o que a gente sempre vê e passa."

SANIDADE ANIMAL

22/01/2009
Foto: Camila Domingues

Vieira (e) explicou a importância da vacinação dos animais na zona rural


Presidência
Sindicato expõe preocupação com sanidade animal
Na tarde desta quinta-feira (22/1), representantes do Sindicato Rural de Porto Alegre apresentaram à presidência da Casa, projeto que prevê a implementação de programa de manejo sanitário aos animais domésticos de Porto Alegre. O objetivo é combater doenças que atacam animais na zona sul e norte da cidade e incrementar a qualidade da produção de leite e carne no município.

De acordo com o presidente da entidade, Cleber Quadros Vieira, Porto Alegre já registrou inúmeros casos de tuberculose, botulismo e leptospirose em suínos e bovinos pela falta de cuidado de seus produtores. “Queremos promover uma vacinação em massa, visitando cada fazenda e cada chácara da cidade. É preciso colocar a importância de um cuidado especial com os animais”, explicou.

Afim de evitar uma endemia, Vieira defendeu que a Câmara Municipal se envolva na construção da proposta. “Queremos apoio para financiar este projeto que pode tornar Porto Alegre em modelo para o Brasil inteiro”, afirmou. A primeira etapa do programa consiste em realizar um censo para quantificar e caracterizar as propriedades pecuárias e o número de bovinos e outras espécies de animais por propriedade. Na segunda etapa, será estabelecido calendário de vacinação nas regiões produtivas, bem como programas ecológicos dirigidos à preservação do meio ambiente.

Para o presidente em exercício da Casa, vereador Adeli Sell (PT), é importante que o programa se materialize com a formação de um grupo de trabalho entre órgãos que tratem da questão. “Precisamos convidar representações da Universidade Federal, da Fepagro, da Emater e da Secretaria da Agricultura e Abastecimento para darmos início à concretização desta proposta tão essencial para a qualidade de vida da população", registrou. Como encaminhamento, ficou acertado que a direção do Sindicato Rural ocupará espaço da Tribuna Popular da Casa em fevereiro para expor aos vereadores mais detalhes sobre o programa. O vereador Ervino Besson (PDT) também esteve presente na reunião.

Ester Scotti (reg. prof. 13387)

EPTC NÃO EXISTE

PREFEITURA FAZ NOVAS PROMESSAS!

Nesta Quinta-feira, dia 22/01/09, as 10h no CAR Glória/Cruzeiro/Cristal foi realizada a prometida reunião entre representantes de diversos órgãos da Prefeitura, da Brigada Militar e de representantes da comunidade da Vila Tronco Postão. O Assunto principal foi a segurança do trânsito da Avenida Moab Caldas e seu entorno, motivado pela manifestação pacífica e indignada dos moradores pelo acidente que resultou em mais uma vitima fatal,ocorrido dia 16/01/09. Estiveram presentes representantes da EPTC, SMOV, DMLU, mediado pelos representates do CAR Glória. Embora houvesse um esforço desses representantes em demonstrar trabalho realizado na comunidade, os representates comunitários presentes não se satisfizeram. Foram exigidas medidas rápidas e eficazes para resolver a insegurança dos moradores. Foi demonstrado através de documentos as inúmeras solicitações de melhorias, inclusive de vários vereadores de diferentes partidos que integram a base do governo municipal.
O presidente da Associação Tronco-Postão entregou a todos os participantes da reunião um ofício solicitando ações de melhoria na sinalização de trânsito, iluminação pública e abandono de veículos em logradouros públicos.
Ao final, o representante da EPTC comprometeu-se com as seguintes ações:
01. Implantação de tachões, para redução de velocidade, de forma provisória até Segunda-Feira(26/01/09).
02. Realização de estudo de implantação de lombadas.
03. Realização de fiscalização de transito, em especial de controle de velocidade, através de radar móvel.
04. Realização de estudo de restrição de estacionamento de veículos ao longo da avenida.
05. Revitalização geral da sinalização de trânsito da Avenida Moab Caldas, rua Professor Manoel Lobato e entorno.
06. Estudo de viabilidade de implantação de sinaleira para pedestres em frente a Escola Alberto Bins, em Março de 2009.
07. Estudo de implantação de sinaleira na Av. Moab Caldas com a Rua Francisco Macena Vieira.
Ficou acordado também que será realizada uma reunião pública na próxima semana em que os diferentes orgãos da prefeitura de Porto Alegre irão apresentar para os moradores da Vila Tronco Postão as realizações até agora realizadas e as futuras ações planejadas.
Decidiremos junto com a comunidade se estas ações são suficientes para resolvermos nossas necessidades, e acompanharemos a realização das novas promessas da prefeitura.
--
Michael Santos
Pres. da Associação Tronco Postão
8425.41.35

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Unimed Porto Alegre pede apoio à redução de ISS

Unimed Porto Alegre pede apoio à redução de ISS
Representantes da Sociedade Cooperativa de Trabalho Médico Ltda – Unimed Porto Alegre visitaram, nesta terça-feira (21/1) à tarde, o presidente em exercício da Câmara Municipal, vereador Adeli Sell (PT), para reivindicar a redução da cobrança do ISS paga pela entidade. De acordo com o presidente da Unimed, Márcio Pizzato, a legislação atual onera a Cooperativa e seus cooperados. “Estamos com sérias dificuldades em negociar com a prefeitura a diminuição do valor cobrado. Queremos a ajuda dos vereadores para intermediar a questão”, pediu.

Segundo Pizzato, o justo seria cobrar o imposto sobre a margem obtida entre a receita de ato cooperado auxiliar e os custos pagos a hospitais e serviços credenciados, e não sobre a receita bruta dos atos auxiliares. “O serviço prestado pela Cooperativa é apenas de administração do plano de saúde. Não há o tributo sobre a base na receita de serviços médicos ou hospitalares”, reiterou. O objetivo da Unimed é permanecer com o pagamento mensal do tributo no valor de R$ 250 mil. Hoje, o valor cobrado é de R$ 850 mil.

Ao garantir apoio, o presidente Adeli propôs que a Câmara Municipal elabore um documento apresentando dados sobre experiências de diferentes cooperativas do Brasil que conseguiram solucionar o problema em suas cidades. “Iremos distribuir para cada vereador e debater o assunto em plenário. O Legislativo tem plenas condições de atuar sobre a área tributária e achar alternativas viáveis para a questão”, considerou. Os vereadores Dr. Raul (PMDB) e Valter Nagelstein (PMDB) também estiveram presentes.

Sobre a Unimed

O sistema Unimed nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP), em 1967. Hoje é composto por 377 cooperativas médicas, que prestam assistência para mais de 15 milhões de clientes e 73 mil empresas em todo país. Os clientes Unimed contam com mais de 106 mil médicos, 3.596 hospitais credenciados.

A Unimed Rio Grande do Sul tem 13 mil cooperados, 31 cooperativas, 496 municípios cobertos, 1,6 milhão de beneficiários. Em Porto Alegre, a Unimed reúne 5.800 médicos especialistas, 445 mil clientes e 376 pontos de atendimento e gera 822 empregos diretos.

Ester Scotti (reg. prof. 13387)

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

COOPERATIVA PICARETA

Reuni com os diretores da Câmara nesta semana para tratar dos rolos da Coopsul, uma cooperativa picareta que presta "serviços" lá.
Caso de polícia. Não perdem por esperar....

O CENTRO CONTINUA FEDENDO

Nesta quinta feira estarei com o Prefeito para tratar de temas relacionados com o Viaduto Otávio Rocha.
Mas vou dar dados e apresentar fotos de como anda mal o nosso centro.

ALO DMLU

Primeiro, parabéns por lavar o entorno do Tribunal de Justiça nesta madrugada, mas seria bom botar um fiscal junto nestas atividades. Trabalho foi mal realizado.

DIA DO CARTEIRO

Adeli está articulando com alguns servidores dos Correios uma forma de lembrar o Dia do Carteiro - 25 de janeiro - para valorizar esta profissão.

POSTOS DE GASOLINA

Fui recebido hoje pelo Professor Garcia, atual Secretário da Smam, para tratar do tema POSTOS DE COMBUSTÍVEIS, pois o setor enfrenta alguns problemas burocráticos nesta secretaria.
O indicativo foi positivo, o secretário tem o objetivo de resolver todas as pendências.

SOLIDARIEDADE NA TRONCO

Estive nesta tarde na Vila Tronco-Postão, participando do protesto por mais uma morte por atropelamento na Avenida Moab Caldas. Desta vez foi o menino Daniel de 15 anos.
Vamos continuar na luta por sinalização e que a EPTC cumpra o seu papel, coisa que não vem acontecendo.

ADELI VISITA SHOPPING TOTAL

Visitamos nesa manhã a assessoria de marketing do shopping e tratamos de meios para realizarmos vários eventos culturais naquele espaço.
Agurdem

ADELI RECEBE CAMARA DO LIVRO

Câmara do Livro busca parceria com o Legislativo
A fim de fomentar projetos de incentivo à leitura, representantes da Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL) visitaram, na manhã desta terça-feira (20/1), o presidente em exercício da Casa, vereador Adeli Sell (PT). De acordo com o dirigente da entidade, João Carneiro, a Câmara Municipal de Porto Alegre tem papel fundamental na construção de políticas públicas voltadas para a área cultural da cidade.

“Com esta aproximação, queremos debater demandas importantes para unir cidadania, liberdade e leitura”, revelou Carneiro ao afirmar que a principal demanda da instituição é garantir através do Plano Diretor o espaço do Cais do Porto como referência de local para a realização da Feira do Livro em Porto Alegre.

Ao reiterar que o Legislativo está aberto para o desenvolvimento de atividades voltadas à cultura, Adeli sugeriu que a Câmara do Livro ocupe a Tribuna Popular da Casa para explicitar suas reivindicações. “Os vereadores deverão assumir o compromisso de promover atividades que envolvam a arte, a literatura, o lazer e a gastronomia”, defendeu. Eventos como a Semana do Livro - programada para acontecer entre os dias 18 e 25 de abril -, poderão ser divulgados na tribuna.

Segundo Adeli, a mesa diretora vai debater também a criação de um Clube de Leitura em parceria com o Conselho do Orçamento Participativo de Porto Alegre. “Queremos saber o que cada região da cidade pensa e precisa. Desta forma, garantiremos um acesso maior às iniciativas culturais e artísticas por parte das comunidades”, registrou o vereador.

Participaram do encontro, o 2º vice-presidente do Legislativo, vereador Toni Proença (PPS) e o representante de Editores da Câmara Rio-Grandense do Livro, Tuchaua Rodrigues.

Sobre a instituição

A Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), fundada em 1955, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos. Tem como principal finalidade unir todos os que trabalham pelo livro, promovendo sua defesa e fomento, a difusão do gosto da leitura, a formação de novos leitores e o desenvolvimento da economia livreira e da cultura gaúcha.

Atualmente, a CRL conta com 150 associados, todos com sede no Rio Grande do Sul, entre editores, distribuidores de livros, livreiros e creditistas, assim como outras instituições que se dedicam à produção e comercialização do livro.

A entidade realiza, anualmente, a Feira do Livro de Porto Alegre e a Semana do Livro. Além disso, promove atividades de formação para professores, bibliotecários e outros mediadores da leitura, desenvolve programas de leitura que viabilizam encontros em escolas, entre escritores e alunos, e ainda presta assessoria aos organizadores de feiras de livros do Estado. Mais informações pelo site www.camaradolivro.com.br

Ester Scotti (reg. prof. 13387)

Ouça:
Câmara vai criar Clube de Leitura

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Goteiras e descaso...








Vasamentos dos aparelhos de ar-condicionados e infiltrações na estrutura da marquise.
A Prefeitura não fiscaliza ela própria, o que dirá os outros imóveis.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

TURISMO EM PORTO ALEGRE

CONTRIBUIÇÃO DO IGOR FREIBERGER
Em dezembro Porto Alegre sediou a final do Campeonato Brasileiro de Xadrez. Foi o primeiro torneio enxadrístico no Brasil a contar com transmissão ao vivo via internet. E o primeiro no mundo a ser realizado em uma sinagoga.

Redigi uma matéria para ser publicada no principal site de notícias do xadrez mundial. Naturalmente, quis revelar um pouco de Porto Alegre – afinal, era a oportunidade de divulgar algo de nossa cidade. Na busca de imagens interessantes, fiz o óbvio: fui à galeria da Prefeitura. Mas lá só havia imagens de obras, autoridades assinando documentos, reuniões e algumas festividades.

Fotografias do pôr-do-sol? Nenhuma. Redenção? Escassas e ruins. Ipanema? Monumento aos Açorianos? Mercado Público? Centro Administrativo? É mais fácil obter boas fotos de Marte. Não oferecem sequer um mapa situando a cidade no RS ou no Brasil.

Escrevi para a Prefeitura e a Secretaria de Turismo explicando a dificuldade e reclamando a respeito. Como era de se esperar, nada responderam. Felizmente, consegui ótimas fotografias cedidas pela Porto Imagem, um site com acervo impressionante.

É essa a Prefeitura que pretende sediar jogos da Copa do Mundo? Por que não disponibilizam um kit promocional em meio eletrônico, próprio para esse tipo de reportagem e também para agências de turismo e organizadores de eventos? Temos de importar experiências de Curitiba para fazer coisas simples e efetivas em favor da cidade?

Igor Freiberger

Campeonato Brasileiro de Xadrez:
http://www.chessbase.com/newsdetail.asp?newsid=5123

Banco de Images da Prefeitura:
http://bancodeimagens.procempa.com.br/

Porto Imagem:
http://www.portoimagem.com/

PONTAL DO ESTALEIRO - SÓ PARA NÃO ESQUECER

A Lei Complementar 470 que teve origem num projeto do então Prefeito Tarso Genro veio para a Câmara propondo construções mistas no Estaleiro, residencial e comercial. Quem fez a emenda para ser apenas comercial foi o vereador João Dib.
E agora deu toda uma confusão.
A Bancada do PT, agora na oposição, votou contra o uso residencial, Dib votou a favor.
Como a cabeça do eleitor vai entender isto?

PLANO DIRETOR

Hoje, em reunião da Mesa Diretora da CMPA, decidimos enfrentar o Plano Diretor já nos próximos dias, discutir, articular e votar em 2009.

Finalmente.....

Para experimentar uma comida caseira e saudável, em um ambiente agradável e acolhedor.




Almoço: segunda a sexta das 11h30min às 14h e sábado e domingo das 11h30min às 15h.

Restaurante Chita
Rua Vasco da Gama, 514 - Rio Branco
Fone: 3388-2057

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Tarefas para 2009

video

TRANSPORTE EM CAOS

Caro vereador Adeli Sell


Pode divulgar sem restrição, mas alerto que a lotação que veio depois de 55 minutos de espera no caso presente era a de número 634, e hoje verifiquei que algumas tem as placas de horários, só não sei se obedecem.

Entendo que deve haver uma ação do poder concedente pois isto esta virando uma terra de ninguém:

1 - As passagem estão vinculadas a uma equação do tipo preço do ônibus + 1 Real E PONTO FINAL. Mesmo os custo não necessitar ser reposto na tarifa, ela tem que aumentar de qualquer jeito....

2- Algumas lotações tem ar-condicionado. Entendo que todas devem ter ar-condicionado e sempre funcionando adequadamente, coisa que se constata que não funciona e não se tem para reclamar.... O motorista normalmente dá informações evasiva. A tarifa inclui ou não esta obrigação de estar funcionando sempre?

3- Nas paradas das lotações, não existe nenhuma indicação de que linha passa por ali e principalmente os horários de passagem. Creio que aqui esta a pior desorganização do nosso sistema de transporte público: Não existe placas nas paradas, e nem nos fim de linhas , para o usuário ficar na expectativa de que teremos uma lotação dentro de alguns minutos a sua disposição, particularmente a que horas sai a última dos fim de linhas. Hoje descobri que a última na direção do Bairro Higienópolis - via Hospital Militar parte do terminal DR. Flores às 19:15 hs. Só que isto esta dentro de uma tabela minúscula dentro da lotação, pois na parada não tem nada escrito, e nem fiscal naquela hora da noite para dizer para o "coitado" usuário que não irá ficar parado na solidão da rua sozinho aguardando por nada....

4- No Horário de meio dia não existe lotações cumprindo horário- pelo menos da Linha Higienópolis - Hospital Militar, conforme constato com freqüência quando espero por dezenas de minuto por ela e me atraso devido ao não cumprimento dos horários. Nem fiscal ficam disponível no fim de linha para fazer cumprir o horário....

5- Tanto na lataria da lotação como no interior dela aparece em letras garafais o número da EPTC 118 para reclamar, só que não explica que a reclamação é só para alguns casos com do motorista fazendo barbeiragem, e coisas deste naipe. Tudo referente a cumprimento de horário e estado da lotação não é com eles, e muito a mau gosto te informa que é a responsabilidade de uma tal de ATL , que tem um telefone que tens que pagar para ligar (não é o caso do 118) ou 0800, e normalmente no meio dia não funciona, e à tarde a possibilidade de pegares desocupado é mínima.... Alguma coisa esta errada: Porque uma empresa (EPTC) faz o papel de fiscalizadora em alguns casos e em outros se omite. Entendo que isto é a obrigação de um órgão de fiscalização do poder concedente e não entregue a uma empresa, que inclusive cria multas e as aplicas para manter a sua renda... Isto é um ultraje a nós munícipe, pois parece uma fábrica de irregularidades. A população não parou para debater isto, mas esta na hora dos vereadores criar uma CPI para examinar todos estas ações do tipo quem cria as leis, cuida do trânsito, sinaleiras, multas, transporte público (taxi, seletivos, ônibus, paradas, sinalizações das ruas....). Esta na hora de se fazer uma enquete junto aos usuários nas paradas para se verificar os reais problemas que esta ocorrendo neste nosso transporte coletivo e sua infra-estrutura...

6- Os ônibus de Porto Alegre estão ficando bons, limpos, com condicionador de ar, cumprindo horários e as lotações, quem garante isto?

Em resumo, o que sinto de problema atualmente: falta de esclarecimento de qual é o papel das lotações na rede de transporte, quem fiscaliza, porque não colocam placas com seus horários nos fins de linha, porque não divulgam qual o papel da EPTC e da ATL em cada caso e seus telefones do tipo 0800, cumprimento dos horários e regularidade ao longo das linhas.

Grato


Vitor Dahm

domingo, 4 de janeiro de 2009

ÁGUA MINERAL

Chegou o verão e a venda de água mineral se torna um problemão em Porto Alegre.
Para saber o que e como consumir, eis a lei de minha autoria.
Qualquer dúvida, façam contato comigo: 99335309 - adelisell@camarapoa.rs.gov.br



LEI Nº 9.944, de 26 de janeiro de 2006.

Dispõe sobre a comercialização, o armazenamento e o transporte de água mineral natural e água natural no Município de Porto Alegre e dá outras providências.

O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE.

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte
Lei:

Art. 1º Os estabelecimentos que comercializam, armazenam ou realizam o transporte de água mineral natural e água natural devem, obrigatoriamente, zelar por condições adequadas e seguras de armazenagem, exposição e transporte destes produtos.

Art. 2º Os estabelecimentos citados no artigo anterior ficam proibidos de:

I – comercializar água mineral natural e água natural em:

a) postos de combustíveis, à exceção dos que possuírem loja de conveniência, hipótese em que a comercialização e a exposição só poderão ser feitas naquele recinto;
b) depósitos ou distribuição de gás;
c) borracharias;
d) oficinas mecânicas.

II – armazenar recipientes retornáveis ou não, cheios ou vazios, de água mineral natural e de água natural:

a) em áreas abertas;
b) em áreas que permitam a passagem de umidade ou poeira;
c) em áreas fechadas sem ventilação;
d) junto a produtos tóxicos e materiais de limpeza;
e) em pisos rústicos ou em chão batido;
f) expostos à luz solar direta;
g) em qualquer outra situação que possa comprometer a qualidade do
produto.

III – transportar recipientes de água mineral natural e de água natural,
cheios ou vazios, em veículos de carroceria aberta, sem lonas e forrações impermeáveis ou com evidência de insetos, roedores, pássaros, pragas, vazamentos, umidade, materiais estranhos e odores intensos ou ainda juntamente com:

a) animais;
b) plantas;
c) materiais de limpeza;
d) cargas tóxicas;
e) gás de cozinha.

Art. 3º As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações próprias, consignadas no orçamento vigente e suplementadas, se necessário.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, 26 de janeiro de 2006.

ÓLEO DE FRITURA

Nesta primeira semana de meu quarto mandato vou contatar o
Executivo para discutir a sanção da lei de minha autoria que cria o sistema municipal de recolhimento de óleo de fritura.
o DMLU me deu garantias que sua posição é pela sançao do prefeito.
Ademais, passarei o ano de 2009 em campanhas pelo devido recolhimento do óleo de fritura.

VICE PRESIDENTE DA CÂMARA

Sou o novo vice-presidente da Câmara Municipal de POrto Alegre.
Pretendo a partir da reunião da mesa diretora desta segunda, dia 5.1, apresentar algumas questões para melhorar a ação da Câmara.
Viabilizar uso contínuo do Teatro Glênio Peres;
Maior ação da Escola do Legislativo, com temas atuais e de impacto para a cidade;
Ajudar a dar maior dinamicidade aos programas da TV Câmara;
Também na parte interna, da gestão, quero tentar resolver com os colegas o escândalo que é a cooperativa que faz o serviço de limpeza da Casa, a qual denunciei em todos os cantos onde é possível, até no DEIC, por falsidade ideológica.
Quero ver se podemos ter uma cozinha básica onde se possa lavar objetos, pois hoje - acredite se quiser - para limpar a cuia de mate temos que lavá-la no banheiro.