quarta-feira, 14 de março de 2012

Vereador Adeli pede 500 novos táxis em Porto Alegre

Fonte: Blog do André Machado


Um dos mais atuantes vereadores de Porto Alegre, Adeli Sell (PT), radicalizou na defesa da concessão de nova licenças de táxis na cidade. Para ele seriam necessárias nada menos que 500 novas licenças para que a capital gaúcha fosse bem atendida e o setor crescesse. "Sei que taxistas amigos vão me cobrar que atualmente não há trabalho suficiente, não há demanda para tanto. Mas demanda se cria, gerando condições e qualidade no serviço", escreveu o vereador em artigo recente.

Adeli quer ampliação do número de táxis na cidade
Foto: Tatiana Feldens / Divulgação
Adeli entende que hoje há uma reserva de mercado e que a população está refém deste processo. Entre as melhorias que o uso obrigatório do GPS e a possibilidade do pagamento com cartões de crédito. A EPTC prepara licitação para 85 novas placas de táxis. Nesta quinta-feira o serviço esteve no seu limite. Muitos taxistas alegaram que o problema era responsabilidade do congestionamento. Os sindicatos do setor garantem que o número de táxis é suficiente. Dados do Sintáxi indicam um carro para cada 380 habitantes e alega que o preconizado seria um para cada mil habitantes.
"Hoje, muitos que usam carros particulares poderiam optar por táxis ou lotações, mas não o fazem pela precariedade do serviço ou falta de constância no atendimento. Não raras vezes é impossível conseguir táxi às 18h. E se for uma sexta-feira ou dia com chuva, esquece. Se os táxis ficam trancados em engarrafamentos como muitos afirmam, é mais uma razão para que juntos - marchemos para qualificar todos os tipos de transporte da cidade, clamando por obras viárias, imprescindíveis", prossegue Adeli.
Como cidadão defendo uma ampliação do número de licenças de táxi em Porto Alegre e uma qualificação dos veículos e dos profissionais. Esta opinião não se fez no dia de hoje, mas em inúmeras vezes em que estive nas ruas tentando tomar um táxi enquanto via dezenas de veículos passarem lotados. Ou nas vezes em que atravessei a rua em direção ao ponto de táxi que há junto a minha casa e não havia nenhum veículo por lá. Concordo com o vereador quando afirma que uma maior oferta ajudará também a ampliar a demanda.
Um assunto a ser tratado sem medo e sem reservas de mercado.

4 comentários:

José Carlos Gonçalves disse...

Muito interessante a propositura de mais 500 táxis em Porto Alegre, bem como o uso obrigatório de GPS e maquinas para pagamento com cartão.
Ainda mais que todo esse custo deverá ser pago pelo poder público.
É deveras interessante exigir qualificação de profissionais, tendo em visa que essa qualificação é arcada pelo bolso alheio.
Quanto a alegação de que muitos usam carro pela falta de constância do atendimento do transporte público, isso não se aplica ao táxi.
O táxi é caro. Corridas longas são caras. O que se gastaria para usar o táxi em um mês, se pagaria a prestação de um veículo próprio e assim se agregaria um patrimônio.
O Sr. como vereador, usar como alegação para novos táxis a falta dos mesmos nos dias de chuva e o horário das 18h é no mínimo vexatório.
Qualquer tipo de transporte é superlotado a esse horário. Ônibus, lotação, trem, etc. Em qualquer lugar do mundo, existem os horários de pico de tráfego.
Esse é o horário que a maioria dos trabalhadores de qualquer lugar do mundo estão de saída, ou seja, em qualquer lugar do mundo falta táxis ou tem o transporte coletivo inflado nesse horário.
Se o Sr. quiser conversar mais a respeito do tema, me coloco a disposição.

Att.

José Carlos Gonçalves
Permissionário de táxi de PoA.
twitter.com/#!/taxinight_inPoA

Getulio Cezar ODonnell Silva disse...

Caro José Carlos, hoje em dia qualquer horário para pegar táxi é de espera mínima de quinze minutos. Acho que o problema é na telefonia das empresas de tele taxi, o serviço é demorado para atender o usuário, talvez falte qualificação nas atendentes ou sejam de pequeno numero. Aí vai uma sugestão: melhorar e agilizar o serviço de telefonia, o que diminuiria os gargalos. Também concordo com o vereador Adeli com novas placas o serviço melhoraria. Poderia ser feito um estudo entre as cooperativas e a SMT sobre a necessidade e quantidade de novas placas.

valeriobrl disse...

Em qualquer cidade do planeta o assunto "mais placas de taxi" è um assunto dificil.
Adeli tem a coragem de enfrentar o problema. abs

Renato Oliveira disse...

Parabéns ao Vereador Adeli. Este é um dos papeis de um homem público, levantar pontos, mesmo que polêmicos, que tragam benefícios para muitos e não, apenas, satisfaçam os desejos de poucos. Faltam sim, táxis em Porto Alegre, todos os usuários de táxi sabem disto. Discordo do Sr. José Carlos. Não esta em questão o valor das corridas, ter, manter, dirigir um carro hoje em Porto Alegre também custa muito caro e quanto ao patrimônio é um péssimo investimento. Quanto a falta de táxi em dias de chuva ou em alguns horários, só espero que a comparação não seja com São Paulo, Nova York ou coisa que o valia pois nossa cidade não é tão grande assim. Não quero polemizar, mas falta também qualidade no serviços de táxi, muitos donos de táxis esquecem que seu táxi é um negócio como outro qualquer e que precisa de aperfeiçoamento e de adaptação as necessidades e anseios de seus clientes/usuários, sob pena de que surjam outros empreendedores com idéias inovadoras que lhes tirem o lugar ao sol. De minha parte gostaria muito de ver circulando em nossa cidade os tuc-tuc ou as mototáxis ou ainda, alguma outra ideia inovadora de transporte que faça frente a estes sistemas comprometidos e ultrapassados de trasporte que temos.