quarta-feira, 19 de agosto de 2009

TRANSPORTE E SAÚDE NO LAMI - URGENTE!

Senhoras e senhores vereadores,

Sou morador do bairro Lami há cerca de cinco anos. Em todo este tempo e, ao que se sabe pelos moradores mais antigos, desde sempre sofremos com o absoluto descaso e falta de respeito da empresa concessionária de transporte coletivo que atende este bairro e da falta de fiscalização do poder público municipal.
Trata-se de uma região que cresce a olhos vistos diariamente e, pelo que se sente na própria pele, sem nenhum planejamento por parte da prefeitura. Cresce a população sem a respectiva ampliação da infraestrutura.
No caso do transporte coletivo é gritante o descumprimento diário da tabela de horários, chegando os atrasos a até 30 minutos, como ocorreu no último sábado com o onibus que deveria sair às 18h30min do centro em direção ao bairro. Este carro saiu do terminal da Borges de Medeiros às 19 horas! Completamente LOTADO!!! E isto, repito, não foi uma situação pontual, incidental. É FREQUENTE, PRATICAMENTE DIÁRIA! Basta vossas senhorias se disporem a fazer um plantão na estação UFRGS (João Pessoa, em frente à faculdade de Direito) e no terminal Borges de Medeiros para ter uma boa noção do que estou relatando. Melhor seria vossas senhorias fazerem um passeio nos horários de pico. Basta ficar meia hora num dos pontos por onde passa a referida linha e vossas senhorias verificarão que nesse período de tempo passam uns oito Rápida 10 (Restinga), uns dez Orfanotrófio, uns 10 Vila Nova, uns seis Restinga Velha antes de passar um Lami!!! Os horários são por demais espaçados nos horários de pico!!!
Chama também a atenção a quantidade de carros da STS "recolhendo" para as garagens enquanto o povo sofre nos pontos. E a situação torna-se insustentável nos finais de semana, quando diminuem ainda mais o número de carros em circulação, desconsiderando a enorme quantidade de pessoas que trabalham ou têm outras atividades, mesmo de lazer, nesses dias. Aliás, não compensa sair de onibus do Lami para atividades de lazer, pois se volta absolutamente cansado e esgotado.
Sendo assim, não está longe o ponto de esgotamento da paciência dos usuários que, se tomarem atitudes mais radicais estarão completamente cobertos de razão e legitimidade, pois não é possível que uma empresa privada, concessionária de um serviço público otimize seus lucros às custas do sofrimento, da humilhação e do desrespeito para com a população! O serviço é caríssimo para a qualidade do serviço que é prestado! O povo é transportado como gado! Pior: para se ter uma imagem clara do que estou relatando, lembrem dos caminhões que transportam as galinhas para o abate na indústria localizada naquela região da cidade, todas encaixotadas e amontoadas. É assim que somos tratados pela Viação Belém Novo!!!
Sei que reuniões e promessas já foram feitas com a população do bairro, sem consequências práticas. Todavia, sugiro que algum dos senhores proponha uma audiência pública nessa Câmara Municipal, com a presença da empresa e dos moradores do bairro, a fim de discutirmos o problema.
Outro problema diz respeito à Saúde: temos informação extra-oficial, de dentro da Zoonoses, de que há um surto de raiva (raiva canina, além da raiva dos usuários de onibus) no Lami. E até agora nenhuma medida foi adotada pela SMS. Será preciso chegar-se a uma situação de epidemia para que o povo saiba oficialmente disto?
Por fim, gostaria de aproveitar a oportunidade para reafirmar uma reclamação que já encaminhei a alguns vereadores tempos atrás, mas que até agora não tive nenhuma resposta. Trata-se do fechamento da estação de captação de água do DMAE que existia no Lami. Desde que isto ocorreu, provavelmente por uma medida administrativa com vistas à contenção de gastos do Município e "turbinar" o superávit primário da Prefeitura, ao custo da queda da qualidade da água fornecida, do corte de abastecimento que se tornou mais frequente, principalmente no verão e da diminuição da pressão, uma vez que estamos sendo abastecidos pela estação Belém Novo. Além disto, quero registrar que sem que tenhamos sido comunicados, a coleta seletiva há muito tempo não passa no bairro, ao menos aonde moro, no Beco do Pontal, parada 23.
Sendo o que havia para o momento e no aguardo de vosso pronunciamento, subscrevo-me com minhas


Cordiais saudações.

Ruy Guimarães

Professor

Diretor da E.E.E.M. Padre Reus

Fone: 32681883 (Profissional)

41015050 (Residencial)

Um comentário:

CVS disse...

Putz, professor, eu tava querendo dar um paseio com minha mulher lá no Lami, vi seu comentário sobre o descaso das linhas que fazem aquele trajeto, pois queria ir de ônibus ao Lami. Mas como seu comentário é de 2009, espero que já tenha mudado pra melhor essa situação, pois estou postando meu comentário agora em feb 03 2010. <>
POA RS.