quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Carta aos jovens petistas: Renovar a política!


Estamos vivendo um período de importantes desafios para o PT. Este PED é, além de um momento para a radicalização da democracia interna no partido, uma oportunidade de constituirmos uma gestão que dê conta de devolver à sociedade porto-alegrense um partido fortalecido como sempre fomos.

O PT completará os seus 30 anos no futuro próximo, deixando de ser um jovem partido. Mais do que tudo, isso significa uma mudança de geração: aqueles jovens, como eu, que à época fundaram o PT, cumpriram uma missão importante ao eleger o nosso projeto a nível nacional, além dos anos de Administração Popular em Porto Alegre e no Governo do Estado. Atualmente, acabamos esbarrando nessas conquistas e não conseguimos avançar, com o acúmulo das nossas experiências exitosas, rumo a uma política que faça o nosso projeto vitorioso.

Assim, me apresento como candidato à presidente do nosso partido. Compreendendo a necessidade de fortalecer o PT e renovar a nossa política. E é com este espírito de renovação que quero dialogar com o conjunto dos jovens petistas. Pois, acredito que o que está colocado para nós diz respeito a muitos dos valores que vocês, jovens, debatem hoje.

Quando falamos da renovação política, tratamos de um tema importante para os rumos do PT. Acredito que o primeiro passo dessa renovação é atualizar o nosso programa político, incorporando novos elementos da conjuntura, dialogando, por exemplo, com o desencantamento dos jovens com o nosso projeto. Este fato tem sido intensificado ao longo dos últimos anos e merece um tratamento especial da nossa direção. Aliado a isso, é preciso superar a divisão interna e construir uma unidade baseada em um projeto de vitórias, que dê conta de atender os anseios da população porto-alegrense.

Uma das bandeiras da minha candidatura é fazer com que aqueles militantes que deixaram de lado o cotidiano partidário, em razão da perda do papel protagonista do PT-POA, retornem às nossas instâncias, com uma tarefa fundamental: contribuir para o fortalecimento do PT e dos nossos novos quadros. Essa contribuição será riquíssima se aliada a um processo de empoderamento da juventude. Afinal, precisamos ir além da falsa hierarquia da idade – onde os “históricos” falam mais alto que os “mais novos”.

Agora, este empoderamento da juventude, deve acontecer não apenas nos espaços da sua própria organização, e sim no âmbito da direção partidária. É preciso que o PT perceba que a nova geração vem com todo gás, com sede de mudanças no partido e na sociedade, e para isso é essencial que tenhamos uma política permanente de formação de nossos quadros. Além do fortalecimento de suas instâncias, como a nova JPT, mais orgânica e capilarizada, que necessita de uma política da nossa direção para o seu funcionamento.

Assim, podemos dizer que para um PT fortalecido, não podemos pensar a juventude como uma questão futura, afinal os jovens são uma grande parte dos filiados. Este é o verdadeiro pacto geracional. Esta é a verdadeira renovação política.

Por fim, precisamos preparar o partido para o embate político de 2010 e 2012. Convoco a juventude do PT para produzirmos um grande debate neste PED sobre o nosso projeto no ano que vem e a centralidade que a juventude terá na disputa eleitoral. Pois este é o passo fundamental para elegermos, com a força da juventude, Tarso Governador, Dilma Presidente e devolvermos a cidade de Porto Alegre aos seus cidadãos.

Adeli Sell é candidato a presidente municipal do PT–Porto Alegre pela chapa O Partido que Muda o Brasil.

ADELI SELL
VEREADOR DO PT-PORTO ALEGRE-RS
FONE - 0XX51.99335309

Um comentário:

valeriobrl disse...

Fortalecer o partido, isto mesmo!!
Sò um PT mais forte vai ser uma garantia de democracia e de verdadeira defesa dos interesses dos muitos contra os interesses dos poucos (multinacionais, bancos...)